Essa Verdade Que Eu Busco…

Uma Escolha Pode Mudar Toda A Sua Vida...

BIOGRAFIA é uma narrativa sempre incompleta. No entanto, vou procurar contar a minha história de forma breve, focando na minha vida artística, pois muitos de meus alunos e seguidores querem saber mais sobre mim. Então vamos lá. Nasci em Santos, São Paulo, em 8 de fevereiro de 1977.

Eu sempre gostei muito de desenhar, desde bem pequeno, mas muitas vezes eu me sentia amargurado. Eu não conseguia desenhar direito o que estava na minha imaginação. Por mais que eu me esforçasse, os traços saíam tortos, e eu achava a minha arte feia, incompleta, insegura, por mais que meus parentes e colegas da escola elogiassem bastante. Então eu decidi, ainda com uns 4 ou 5 anos de idade, que eu iria aprender a desenhar muito bem, e essa determinação foi crescendo na medida em que o tempo passava e minhas artes ficavam cada vez melhores.

Sempre gostei de quadrinhos de todos os tipos. Turma da Mônica, Disney, Conan, Super-heróis… Aos 12 anos eu estava morando em Fortaleza, e encontrei numa banca lá perto de casa uma estranha revista que mudaria a minha vida: Sandman! Ali eu percebi que o universo dos quadrinhos era mais amplo do que eu pensava. E comecei a ler tudo da Vertigo, quadrinhos europeus, mangás, fanzines… Comecei a fazer as minhas primeiras HQs e pronto. Fui tomado pelo desejo irremediável de fazer histórias em quadrinhos. As minhas primeiras HQs eram de um tom poético e experimental. Sem saber, eu já estava distorcendo alguns elementos de narrativa.

Em 1996 fui para Pernambuco cursar Arte Visuais na UFPE. Eu queria aprimorar a minha arte, mas terminei aprendendo muita coisa que não esperava. Educação foi uma delas. Fiz um curso de histórias em quadrinhos com Watson Portela, em 1998 e 1999. Logo depois ministrei o primeiro Curso de Extensão em Histórias em Quadrinhos da UFPE, que teve três edições. Mas o mais importante da faculdade foi conhecer a mulher da minha vida: Roberta Cirne, que me presenteou com dois lindos filhos e até hoje me surpreende com o seu talento para arte (e a sua falta de habilidade para lavar louças).

Comecei a trabalhar como ilustrador editorial para revistas alternativas, e colaborei com alguns fanzines.

Em 2000 fui para Paris, onde pude aprender muito com o amigo Leo, o brasileiro autor de Aldebaran e muitos outros títulos de sucesso na Europa. Ele me ensinou sobre narrativa, processo de produção, arte-final, mercado de quadrinhos na França… Até hoje essa experiência de apenas 30 dias influencia a minhas obras artísticas e visão de mundo.

Voltei para Recife e continuei trabalhando com cursos e workshops, projetos de HQs institucionais, ilustrações editoriais. Colaborei com o coletivo de quadrinhos PADA, publicando na revista Prismarte.

Em 2007 comecei a trabalhar como agenciado da Impacto Quadrinhos, do Klebs Junior. Fiz dezenas de testes para várias editoras e centenas de layouts como assistente. Em 2009 publiquei as revistas Female Force: Ellen DeGeneres e Legend of Isis, para a editora americana Bluewater Productions.

Eu finalmente estava chegando onde eu queria, mas percebi que para avançar mais no mercado americano, eu deveria deixar de lado a minha forma pessoal de fazer quadrinhos. Eu precisava desenhar igual a quem estava fazendo sucesso. As coisas pararam de fazer sentido, e em 2010 tomei a decisão de abandonar o mercado americano.

Voltei-me novamente para o ensino. Fui a Fernando de Noronha ensinar uma oficina de quadrinhos, e terminei passando um ano inteiro naquela ilha paradisíaca, ensinando artes na Escola Arquipélago. Foi um período de muita reflexão. E cerveja. E praia. Foi lá que redescobri o meu caminho artístico e criei a HQ “A Cidade de Alex”, resgatando o meu estilo original da adolescência.

Voltei para Recife, reestruturei a minha vida e retomei os projetos de quadrinhos institucionais. Com toda a experiência técnica dos “comics”, agora eu estava livre para criar as minhas próprias HQs.

Depois de toda essa jornada, eu finalmente estava, assim, quase satisfeito com a qualidade do meu trabalho.

Hoje, eu procuro compartilhar o meu conhecimento com todos aqueles que querem se aventurar nesse caminho um tanto incerto, que é fazer quadrinhos no Brasil. Para isso, além das palestras, workshops e cursos presenciais, eu decidi mergulhar de cabeça na internet, criando a plataforma digital  “Arte dos Quadrinhos”. Além disso, fiz também um canal no YouTube, uma página no Facebook e um perfil no Instagram. 

Se você quer aprender desenho e quadrinhos, saiba que pode entrar em contato comigo. Confira os artigos do BLOG e o conteúdo das mídias sociais. Tenho certeza que poderá ajudar você de muitas maneiras. Um grande abraço, a gente se fala qualquer dia desses!

Assista Aos Vídeos e Conheça Um Pouco Mais Da Minha História!

Posted in Mindset.